Compartilhe nas redes sociais!

O que é uma fissura anal?

A fissura anal é um corte ou rachadura ou laceração no tecido que reveste o anus. Pode causar dor forte e sangramento durante e depois de evacuar. Também pode ser profunda, o que expõe o tecido muscular do anus. A fissura anal nem sempre é um problema sério e afeta mais os bebes e crianças que sofrem de prisão de ventre.

Conteúdo:

  1. Sintomas de fissura anal
  2. O que causa fissura anal?
  3. Fissura anal como tratar ?
  4. Conclusão

Na maioria dos casos simples a fissura anal se cura sem tratamento dentro de 4 a 6 semanas. Caso persista por mais tempo, mais de 8 semanas, é considerada crônica. 

Fissura Anal: Causas, Sintomas e Tratamentos
Fissura anal

O tratamento é feito com laxantes e pomadas ou cremes tópicos para aliviar o desconforto e ajudar na cicatrização da ferida. Caso esses tratamentos não tenham sucesso então seu médico pode recomendar uma cirurgia. Ele também deve investigar alguma doença que esteja causando as fissuras.

Leia: Como saber se tenho fissura anal ou hemorroida?

Sintomas de fissura anal

O que causa fissura anal?

Na maioria das vezes é causada por evacuar fezes grandes ou duras. A prisão de ventre crônica ou a diarreia também podem rasgar a pele do anus. Mas além disso há outras causas:

Fissura anal como tratar ?

Na maioria dos casos não há necessidade de tratamento médico, até remédios caseiros podem curar a fissura anal. No entanto algumas providências e mudanças alimentares ajudam na cicatrização da ferida.

Agora, se com esses tratamentos os sintomas não melhorarem dentro de 8 semanas, então procure um médico. Ele pode recomendar tratamentos mais complexos, como a aplicação de botox ou uma cirurgia.

Conclusão:

A fissura anal pode causar desconforto, dor e sangramento durante e depois da evacuação. Caso o problema persista após o tratamento caseiro pode se tornar crônica e desenvolver uma infecção. Procure atendimento médico se o problema persistir.

Esse artigo é meramente informativo e não tem a intenção de substituir a consulta médica. As informações são baseadas nas fontes abaixo.

 

LEIA TAMBÉM:

Fontes:

Compartilhe nas redes sociais!

Gostou desse artigo? Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.