Diosmina Serve para Tratar Hemorroidas?

Diosmina é um flavonoide natural derivado de frutas cítricas. É usado como remédio para problemas circulatórios como hemorroidas, úlceras nas pernas, varizes e insuficiência venosa.

 
Diosmina Serve para Tratar Hemorroidas

Compartilhe nas redes sociais!

O que é diosmina?

O diosmin ou diosmina é um flavonoide natural, derivado de frutas cítricas, e serve como remédio para problemas circulatórios como as hemorroidas, úlceras nas pernas, varizes e insuficiência venosa. Já que as hemorroidas são veias e vasos inchados no anus e no reto, a diosmina serve para para tratar as hemorroidas.

Índice:

Para que serve diosmina?

A diosmina serve para o tratamento dos distúrbios dos vasos sanguíneos, como hemorroidas e insuficiência venosa crônica, que são veias inchadas e bloqueadas nas pernas.

As pessoas também podem tomar diosmina para outros distúrbios dos vasos sanguíneos, incluindo varizes, coágulos sanguíneos, hemorragia retiniana (sangramento na retina do olho), úlceras venosas nas pernas e estase venosa (fluxo sanguíneo lento nas pernas).

Pesquisas sugerem que esse medicamento pode reduzir a inflamação nas veias e, assim, melhorar o fluxo sanguíneo. Acredita-se que a diosmina ajuda a reduzir a inflamação e restaurar o fluxo sanguíneo normal em pessoas com insuficiência venosa, uma doença na qual o fluxo sanguíneo é prejudicado.

Qual a composição do diosmin?

Atualmente, a diosmina é derivada de outro flavonoide chamado hesperidina, que também é encontrado nas frutas cítricas – especialmente nas cascas de laranja.

A diosmina é sempre combinada com um grupo de flavonoides que inclui disomentina, hesperidina, linarina e isohoifolin. A maioria dos medicamentos de diosmina contém 90% de diosmina com 10% de hesperidina. Na maioria dos casos, os termos “diosmina” e “hesperidina” são compostos de um mesmo medicamento.

Este medicamento é vendido sem receita com os nomes comerciais de: Daflon ®, Venaflon®, Diohesp®, Flavenos®, Flavonid®, Perivasc®, Variflux®, Valunid®, Venaflon® e Venovaz®, sendo os dois ultimos medicamentos similares. 

Uso no tratamento das hemorroidas

Numerosos estudos sugerem que a diosmina ajuda a tratar as hemorroidas internas e externas .

Em estudos, os flavonoides vegetais, como a diosmina, diminuiu a coceira, o sangramento, o prurido e outros sintomas das hemorróidas .

Além disso, demonstrou-se que a diosmina reduz o tempo de recuperação após a cirurgia para hemorroidas ( hemorroidectomia ou remoção cirúrgica das hemorroidas ).

Embora esses resultados sejam promissores, a maioria dos resultados foi vista nos estágios iniciais da hemorroida. No geral, a diosmina não pode curar as hemorroidas.

Efeitos colaterais

A diosmina é geralmente reconhecida como um medicamento seguro.

Embora raros, os efeitos colaterais da diosmina incluem dor de estômago, diarreia, dores de cabeça, tontura, erupção cutânea, urticária, dor muscular e – em casos graves – batimentos cardíacos irregulares.

Se você tiver algum efeito colateral após tomar diosmina, interrompa o uso e fale com o seu médico. Se sentir dor intensa, diarreia forte (10 ou mais evacuações com fezes soltas em 24 horas) ou batimento cardíaco irregular, procure atendimento médico imediatamente.

Como tomar

Para o tratamento de hemorroidas:  De 1.000 a 2.000 mg por dia durante 4 dias. Em seguida, 1.000 mg por dia durante 3 dias.

Não tome diosmina por mais de 3 meses – ou tome mais do que a dose recomendada na bula – a menos que seja prescrito pelo seu médico.

Uso com outros medicamentos

A diosmina pode interagir com os seguintes medicamentos:

  • Anticoagulantes (como varfarina)
  • Anticonvulsivantes (como Carbamazepina e Fenitoína / Dilantina)
  • Anti-histamínicos (como Allegra)
  • Relaxantes musculares (como clorzoxazona)
  • Anti-inflamatórios não esteroides (como Voltaren, Motrin, Advil e Aleve)
  • Acetaminofen

A diosmina pode inibir várias enzimas hepáticas responsáveis ​​pelo metabolismo dos medicamentos acima. Isso pode resultar na redução da eficácia dos medicamentos e pode ser perigoso para pessoas com distúrbios hemorrágicos, impedindo a coagulação sanguínea normal.

A diosmina também pode interagir com certos suplementos naturais e ervas, incluindo feno-grego , matricária, alho, gengibre, ginkgo, ginseng e açafrão, isso é devido ao seu envolvimento no afinamento do sangue.

Se você tomar algum desses medicamentos ou suplementos, fale com seu médico antes de experimentar a diosmina.

Contra indicações:

A diosmina pode piorar a hemorragia e ser perigoso para pessoas com distúrbios hemorrágicos. Se você tiver algum distúrbio hemorrágico, evite este medicamento, a menos que seja prescrito pelo seu médico.

Crianças e adolescentes devem evitar tomar diosmina, pois não há pesquisa sobre a segurança desse medicamento para essas faixas etárias.

Se você tiver alguma doença cronica, como diabetes, doença cardíaca e doença inflamatória intestinal , então é importante consultar um médico antes de tomar diosmina. Além disso, devido à falta de pesquisas, as mulheres grávidas ou amamentando devem evitar tomar diosmina.

Conclusão:

A diosmina é um medicamento feito a partir da laranja, no qual os flavonoides são o principio ativo. Os medicamentos de diosmina são combinados com hesperidina. 

A diosmina serve para o tratamento da hemorroida nos estágios inciais, mas não cura as hemorroidas. 

Devido aos possíveis efeitos colaterais, contra indicações e interações com outros medicamentos, é melhor consultar seu médico antes de tomar diosmina. Principalmente se você tem alguma doença cronica.

Descubra como se curar da hemorroida com técnicas 100% naturais!

LEIA TAMBÉM:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.